quarta-feira, 20 de maio de 2015

14 mentiras que achamos serem verdades! (PARTE 2)



FILA INDIANA:
É MENTIRA!

A fila indiana deveria se chamar fila indígena, pois não teve origem na Índia, este comportamento foi observado primeiramente entre os índios norte-americanos que - enfileirados - pisavam uns nas pegadas dos outros para que não houvessem evidências de que estivessem andando em grupo.

PRETO É A COR UNIVERSAL DO LUTO:
É MENTIRA!

No cadomblé o costume é usar a cor branca nos velórios e em países orientais as pessoas não só se vestem de branco como também decoram o ambiente da mesma cor. 

A AMAZÔNIA É O PULMÃO DO PLANETA:
É MENTIRA!

As algas são o pulmão do planeta, elas são responsáveis por 55% do oxigênio que circula na atmosfera, pois se formos pensar 70% da superfície de nosso planeta é coberto por água. E o restante (45%) fica com os bosques, florestas e etc. 

OLHOS CLAROS SÃO MAIS SENSÍVEIS À LUZ:
É MENTIRA!

Os pigmentos responsáveis pela cor da íris não tem nada a ver com a sensibilidade do olho em relação à luz. As células fotossensíveis ficam na retina (cones e bastonetes). 

O AVESTRUZ ENFIA A CABEÇA NO BURACO PARA SE ESCONDER:
É MENTIRA!

O avestruz não enfia a cabeça nos buracos (como acontece nos cartoons), na verdade ele encosta a cabeça no chão para que possa ouvir a aproximação de inimigos. Além disso, serve também como camuflagem, pois em certa distância parece um arbusto.

NÚMEROS ARÁBICOS:
É MENTIRA!

Os números que usamos cotidianamente (1,2,3) são originalmente da Índia, nasceram no ano 500 e no século 9 se espalharam entre persas e árabes. 

A MURALHA DA CHINA PODE SER VISTA DA LUA:
É MENTIRA!

A uma distância de mais de 384 mil quilômetros é impossível distinguir os continentes, muito menos a muralha da china. Os astronautas que visitaram a Lua são testemunhas.

Nenhum comentário: