terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Isso sim é um amigão



Zeca e seu amigo Dinho foram pescar no Pantanal. Eles estavam na picape quando foram surpreendidos, à noite, por uma tempestade que os impedia de seguir.

Ao longe, Zeca conseguiu avistar uma fazenda, e os dois se dirigiram para lá para ver se conseguiam um lugar para passar a noite.

Quem abriu a porta foi uma mulher quarentona, vestida de preto, que ao ouvir o pedido dos dois homens ficou visivelmente constrangida.

— Eu sou viúva e vivo há mais de quinze anos sozinha, e acho que não iria ficar bem para minha reputação se vocês dormissem aqui.

— Não entraremos em sua casa, minha senhora. Podemos dormir no celeiro — explicou um deles.

Passados seis meses daquela aventura no Pantanal, Zeca recebeu uma carta do advogado da viúva. 

Ele imediatamente ligou para Dinho e perguntou:

— Ô cara, você lembra daquela viúva no Pantanal onde passamos a noite no celeiro?

—Lembro, sim — respondeu ele.

— Você por acaso não teria ido até o quarto dela escondido de mim e passado a noite com ela?

— Bem... de-devo con-confessar que sim... — diz ele com a voz trêmula.

— E por acaso teria dado o meu nome a ela em vez do teu?

— Sim... eu fiz isso! Desculpe, amigo...

— Desculpar o quê?? Obrigado, amigão! O advogado acabou de me comunicar que ela morreu e deixou toda a fortuna para mim para agradecer pela maravilhosa noite de amor!!!

Nenhum comentário: