quarta-feira, 10 de junho de 2015

Indiano não toma banho há 37 anos como sacrifício para ter filho homem


Kailash Singh diz que segue ordem de Deus

Desde 1974, Kailash Singh, 65 anos, não sabe o que é tomar banho. Diferentemente do Cascão, o indiano não tem o menor problema com água. 
Na verdade, ele se mantém sujo como parte de um sacrifício.

Há 37 anos, quando se casou, um religioso indiano disse para Singh que, se ele quisesse ter um filho, teria de abrir mão de banhos e de cortar o cabelo.
Obedecendo a ordem divina, Singh nunca mais enfrentou o chuveiro. No entanto, o sacrifício não adiantou muito. O indiano engravidou a mulher por sete vezes. Em todas, nasceram meninas. 

A mulher de Singh, Kalavati Devi, de 60 anos, tenta convencer o marido a desistir do sacrifício e, enfim, tomar um bom banho, com direito a chuveiro quente, sabonete novo e xampu cheirosinho. 

Mas o indiano é turrão e, enquanto não tiver um filho macho, vai continuar imundo. 

“Já tentamos convencê-lo várias vezes a tomar banho, mas ele sempre foge. Ele diz que preferem morrer a se banhar. Também, depois de tantos anos, já deve estar acostumado”, se conforma Kalavati.

Para se limpar, Singh faz um ritual diário regado a maconha, orações a Shiva e danças religiosas. 

O Cascão da Índia já virou motivo de piada entre as crianças da cidade. No entanto, Singh não se importa. 

“Eles não entendem a minha decisão. Mas não vou abrir mão de ser assim. Foi uma ordem de Deus, não algo da minha cabeça”, afirmou.

Nenhum comentário: